Serviço Diocesano da Catequese

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Peregrinação das Crianças a Fátima

Rezai, rezai muito

A Peregrinação das Crianças ao Santuário de Fátima, tem-se tornado um acontecimento de referência para muita gente, como o confirma a enorme multidão de crianças e também adultos que, no dia 10 de Junho, em cada ano, enche por completo o Recinto do Santuário.

Neste ano, quinto ciclo de preparação do centenário das Aparições de Fátima, o grande tema da peregrinação centra-se na aparição de Nossa Senhora em Agosto, nos Valinhos. Nesta Aparição, Nossa Senhora insiste: rezai, rezai muito e fazei sacrifícios… porque vão muitas almas para o inferno por não haver quem se sacrifique e peça por elas. Nestas palavras da Senhora, intuímos a necessidade e a força da intercessão daqueles que, solidários pela salvação dos seus irmãos, rezam e se sacrificam por eles – uma intercessão que radica no mistério da Comunhão dos Santos, uma solidariedade, que une os membros do Corpo místico de Cristo, que é a Igreja, porque “formamos um só corpo”(Ef 4, 4).

Refletindo neste mistério da Comunhão dos Santos que nos faz intercessores uns pelos outros destacamos, como lema para a Peregrinação das Crianças, a expressão de Nossa Senhora, que é um apelo: Rezai, rezai muito. Sublinhamos, assim, o mistério da nossa intercessão junto de Deus, a favor de outros, algo que as crianças poderão perceber a partir da experiência da intercessão da mãe junto do pai: quando querem qualquer coisa do pai, muitas vezes dizem à mãe para pedir ao pai o que elas desejam…

E não podemos deixar de referir como, nos Pastorinhos, esta atitude de intercessão foi uma atitude permanente, expressa em oração e sacrifícios, por várias intenções, mormente a conversão dos pecadores. Quereríamos nós também, e as nossas crianças, ser seus imitadores, colocando-nos na corrente da solidariedade espiritual da Comunhão dos Santos, conforme o desejo de Nossa Senhora, na aparição de Agosto.

A isso nos poderão conduzir os diversos atos da peregrinação deste ano.

A Comissão Organizadora

1 comentário:

Natércia Castanho disse...

Como posso adquirir o livro?